Assista também via:

Baixe nosso APP: 

Siga-nos no Instagram:

5ª edição da semana carne suína traz novidades para consumidores

 

A Semana Nacional da Carne Suína (SNCS) foi lançada pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) em parceria com o Sebrae Nacional e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e tem como objetivo principal incentivar o aumento do consumo da proteína e trazer sustentabilidade para a cadeia de suínos.

Mato Grosso do Sul aumenta produção de uva em 911%

 

Mato Grosso do Sul apresentou um aumento na produção de uva, apesar dos números serem modestos frente ao líder nacional, o Rio Grande do Sul, com toneladas e toneladas à frente dos demais estados. No entanto, o desempenho sul-mato-grossense se destaca entre aos pequenos.

Entrevista AgroNotícias 2º Edição com Augusto César Guerra

 

O Advogado e Professor Augusto César Guerra explica sobre a nova resolução do Funrural.

Nesta quinta-feira (10), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou seu novo boletim de oferta e demanda mundial para a cultura do trigo. Para a temporada 2017/18, o órgão revisou para cima a safra global, de 737,87 milhões para 743,18 milhões de toneladas. Os estoques finais também subiram e, passaram de 260,60 milhões para 264,69 milhões de toneladas.

Logo após o reporte do boletim, os futuros do trigo exibiam perdas na Bolsa de Chicago (CBOT). Perto das 13h08 (horário de Brasília), as principais posições da commodity testavam quedas entre 7,75 e 8,50 pontos. O setembro/17 era cotado a US$ 4,51 por bushel e o dezembro/17 a US$ 4,78 por bushel.

Para a safra dos EUA, o departamento trouxe ligeiras modificações. A safra foi estimada em 47,33 milhões de toneladas, ligeiramente abaixo do apontado no relatório anterior, de 47,89 milhões de toneladas. Os estoques finais de trigo caíram de 25,53 milhões para 25,38 milhões de toneladas. As exportações americanas foram mantidas em 26,54 milhões de toneladas.

Do mesmo modo, a produção do Brasil caiu de 5,60 milhões para 5,20 milhões de toneladas. Os estoques finais do cereal foram projetados em 1,93 milhão de toneladas, contra as 2,13 milhões de toneladas de julho. As exportações brasileiras foram mantidas em 1 milhão de toneladas e as importações subiram de 7,00 milhões para 7,20 milhões de toneladas.

No caso da Argentina, o USDA manteve os números do boletim anterior. Por outro lado, o órgão baixou a produção da União Europeia, de 150 milhões para 149,56 milhões de toneladas. Os estoques finais ficaram em 10,37 milhões, frente as 10,08 milhões de toneladas de julho. As exportações foram estimadas em 29,50 milhões de toneladas, leve queda em relação ao último boletim, de 30 milhões de toneladas.

Já na Rússia, os produtores deverão colher 77,50 milhões de toneladas de trigo nesta safra. No boletim passado, o número era de 72 milhões de toneladas. Os estoques finais também apresentaram uma alta expressiva e, passaram de 11,84 milhões para 15,34 milhões de toneladas. As exportações ficaram em 31,50 milhões, contra as 30,50 milhões de toneladas projetadas em julho.

Para a Ucrânia, a safra de trigo foi estimada em 26,50 milhões de toneladas, acima das 24 milhões de toneladas projetadas em julho. Os estoques finais subiram de 1,71 milhão para 2,21 milhões de toneladas. As exportações são estimadas em 16 milhões, frente as 14 milhões de toneladas apontadas no último reporte do USDA.

 

 

Fonte:Notícias Agricolas

Agrobrasil - O seu canal

O Agronegócio está no ar. Conteúdo feito especialmente para pecuaristas, agricultores e produtores rurais em todo o Brasil. Informação e prestação de serviço, com credibilidade e entretenimento. Empresa registrada:

Localização:

Rua: XV de Novembro, 1197
Centro
Campo Grande - MS

Fone: +55 (67) 3320-6100