Assista também via:

Baixe nosso APP: 

Siga-nos no Instagram:

Informa Agro - Glauber Laender

Já pensou em pedir cerveja e ser entregue na sua casa? Pois é, o Glauber juntamente com outros amigos inventaram o "Delivery de Cerveja", através de um aplicativo você pode pedir sua cerveja de preferência, sejam elas nacionais ou artesanais e receber a onde você estiver. Agora não tem desculpa pra acabar com aquela festa por falta de cerveja.

Capacitação de Técnicos da Agraer


A repórter Tayana Vaz foi até a Agraer, conhecer o projeto Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural) que tem como intuito capacitar os técnicos para que possam repassar as tecnologias para os médios produtores e público em geral, que tenha interesse no meio do agronegócio.

Informa Agro - Bruna Passos || Coordenadora MNP Jovem

A coordenadora do Movimento Nacional dos produtores, veio nos contar como a organização mobiliza os jovens para serem inseridos no meio do agronegócio e como funciona o trabalho do mesmo no estado do Mato Grosso do Sul.

O mês de outubro apresentou redução no valor da cesta básica no Nordeste de 0,7% em relação a setembro. A Região fica atrás apenas do Norte, que teve diminuição de 1,4% no valor dos alimentos essenciais. A média nacional seguiu a contramão da diminuição do Norte e Nordeste (+0,9%), com registro de aumento nos custos no Sul (+2,3%), Sudeste (+1,9%) e Centro-Oeste (+0,8%).

Cesta em Aracaju

Para comprar os treze itens da cesta básica, o aracajuano desembolsou em média R$ 340,37. A cidade registrou a terceira maior redução mensal (-1,1%) e terceiro maior aumento em 12 meses (+1,3%). Em Aracaju, na virada mensal, observou-se o maior aumento nos preços da carne (+3,4%) e da banana (+0,7%) e também a maior redução nos preços do tomate (-12,5%) e do feijão (-7,3%).

No acumulado do ano, a capital sergipana registra a maior redução no preço do pão francês (-4,4%). E em 12 meses, a cidade apresenta o maior aumento no preço do leite (+10,2%) e a maior redução nos preços do feijão (-26,9%) e do pão francês (-0,7%). Todas as comparações têm caráter regional.

Nordeste

Nos últimos 12 meses, o Nordeste contou com aumento de 0,9% sendo a única com variação positiva no preço dos alimentos. O valor monetário da cesta nordestina está em torno de R$ 337,28, seguida por Norte (R$ 356,48), Centro-Oeste (R$ 378,49), Sul (R$ 414,18) e Sudeste (R$ 424,24). Os produtos que puxaram os números para baixo no Nordeste foram banana (-3,0%), leite (-2,5%), açúcar, café e óleo (-4,4%)

Maceió é a capital que aparece com maior redução, de 2,5%, acompanhada por João Pessoa (-1,3%) e Aracaju (-1,1%). Fortaleza fica na quarta colocação, com queda nos alimentos de 0,8%. A capital cearense teve a maior variação na cesta regional, de 1,3%, no ano de 2017. O destaque fica com a banana, que apresentou de 15,1% de mudança no preço.

O levantamento é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste, com base em números divulgados pela Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Fonte: BNB

Agrobrasil - O seu canal

O Agronegócio está no ar. Conteúdo feito especialmente para pecuaristas, agricultores e produtores rurais em todo o Brasil. Informação e prestação de serviço, com credibilidade e entretenimento. Empresa registrada:

Localização:

Rua: XV de Novembro, 1197
Centro
Campo Grande - MS

Fone: +55 (67) 3320-6100